Aumentar o poder de compra de forma planejada é possível com o consórcio

blogcanopus

blogcanopus
4 de julho de 2017

Todas as pessoas desejam — diante das dificuldades em aumentar a renda — conseguir, pelo menos, assegurar o seu poder de compra.

Com o poder de compra garantido, o consumidor pode comprar sem ter que se preocupar muito com o aumento da inflação, medido por indicadores como IPCA.

O consórcio é uma modalidade de crédito que lhe permite preservar e aumentar o poder de compra de forma planejada. Veja como isso é possível!

A importância do planejamento financeiro

Muito se tem falado sobre como o consórcio ajuda o consumidor a economizar dinheiro, desenvolvendo o hábito de poupar e a esforçar-se para chegar aos seus objetivos.

Para entrar em um consórcio, você deve planejar-se, ter um objetivo definido e organizar-se para atingi-lo. Por esse motivo, é aconselhável que as parcelas do consórcio não sejam superiores a 30% de sua renda.

É por causa do planejamento que o consorciado tem a oportunidade de aumentar seu poder de compra.

O poder de compra no consórcio

Independentemente do bem que você pretende adquirir (imóvel, carro, moto, caminhão, móvel, eletrodoméstico), o poder de compra fica assegurado por causa dos reajustes nas parcelas, que acompanham as mudanças nos preços dos produtos ao longo do tempo.

Se assim não fosse, o dinheiro poderia desvalorizar ao longo dos meses e anos e não ser suficiente para comprar aquele bem pelo qual você entrou no consórcio.

A carta de crédito e o poder de compra

Você compra uma ou mais cotas de um determinado consórcio, cada cota equivale ao valor da carta de crédito, ferramenta que permite a aquisição do bem. Ou seja, apesar de serem conceitos distintos, cota, carta de crédito e bem ofertado possuem um mesmo valor.

Você receberá a carta de crédito quando for contemplado através de sorteios ou lances. Mas lembre-se de que ela não é dinheiro vivo, só que equivale a dinheiro. Isso porque quem efetua o pagamento do veículo, da casa ou de outro produto qualquer é a própria administradora, efetuando um depósito na conta do vendedor.

Uma grande vantagem é que a carta de crédito equivale a uma compra à vista e, como se sabe, pagamentos à vista podem usufruir de bons descontos.

Assim, com a carta de crédito em mãos, você pode negociar preços com os vendedores, como as concessionárias, imobiliárias, lojas ou mesmo pessoas físicas.

Assim, se a carta de crédito de um consórcio de veículos vale R$ 60.000,00 e você escolhe um veículo que custa R$ 50.000,00, você já está aumentando seu poder de compra. Porém, você pode conseguir, além disso, um desconto: por exemplo, 10% de desconto sobre esse veículo representam um pagamento de R$ 45.000,00.

Nesse caso, dos R$ 60.000,00, você ainda tem direito a R$ 15.000,00. Desse total, você pode dispor de 10% (R$ 1.500,00) para cobrir despesas do veículo, como IPVA, emplacamento, seguro e assim por diante.

O restante do dinheiro, você poderá usar para ajudar a quitar o resto do consórcio, sem ter que mexer muito na sua própria renda.

Contemplação antecipada e outras estratégias

Além disso, você pode antecipar sua contemplação por meio de lances, recebendo antes de possíveis aumentos o bem que você deseja. O lance embutido permite que você ofereça uma porcentagem de sua própria carta como oferta (mas o valor é deduzido da carta de crédito).

No caso de imóveis residenciais, você pode usar o FGTS como lance, para pagar parcelas ou para complementar o valor do imóvel. Assim, também ampliará seu poder de compra.

O que achou do planejamento para aumentar o poder de compra em consórcios? Já participou de algum consórcio? Faça um comentário!

Instagram Canopus
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No feed found.

Please go to the Instagram Feed settings page to create a feed.